um afeto ao menos:
De Luzinha a 15 de Agosto de 2009 às 13:07
Adoreiiii o texto..e continuo acompanhando a história e o amor de vcs...

beijos
De Ivan a 7 de Agosto de 2009 às 00:03
Vim aqui para deixar um texto novo.

Não foi preciso.

É, eu me lembro dessas palavras sim, Pequena. E soma atuais mesmo depois de tanto tempo e tantas experiências juntos.

Eu continuo querendo ser seu porto. Continuo disposto a ser sempre o seu refúgio- para fugir do mundo lá fora, seja para sorrirsmo ou partilharmos choros.

Comentar post